Esta é uma semana de reflexão sobre a inserção do negro no Brasil, que coincide com a morte de Zumbi dos Palmares em 1695.
Nesta semana, por todo o país há palestras onde se procura conscientizar a sociedade sobre o papel do negro em nossa sociedade. Os negros do Brasil foram trazidos principalmente da costa ocidental da África, capturados meio ao acaso nas centenas de povos tribais que falavam dialetos e línguas não inteligíveis uns aos outros para serem usados em engenhos e minas, como escravos, incorporados compulsoriamente para os desígnios venais dos “ senhores”. E assim, foram deculturados. Desgastados física e moralmente, usados como bestas de carga e as mulheres como fêmeas animais.
O suicídio era freqüente porque seu destino era morrer pelo desgaste físico. Usados, violentados e explorados, as tentativas de fuga alimentavam o coração e a mente pelo anseio da liberdade, que fulgura o brilho do bem mais precioso que é a vida e a liberdade do ser humano.
Se apanhados, podiam ser marcados com ferro em brasa, tendão cortado, viver peado com uma bola de ferro, ser queimado vivo, em dias de agonia, na boca da fornalha, ou nela jogados como gravetos. Havia então, um castigo para exemplar os que pretendiam fugir, tais como mutilações nos dedos, furo nos seios, açoites, queimaduras e todo um horror, fruto da crueldade insana do homem, que se dizia civilizado.
Metidos num navio, com pouquísssimo espaço, comendo mal, vivendo sobre seus dejetos, se a tudo sobreviviam neste estágio do inferno que lhes impuseram, caiam no mercado, examinados como animais. ( fonte:Darcy Ribeiro O Povo Brasileiro).


Nós, brasileiros, trazemos marcados, na alma e no sangue, resquiciosos suplícios pelos quais passaram os negros. Trazemos como descendentes, a imperecível e indelével marca deste horror e desta malignidade. Somos brasas incandescentes da tortura e deste infernal passado indigno, mas que por assim ser, nos faz também mais solidários, buscando no passado a força do agir no presente e a esperança de um futuro de melhores e justas condições para aqueles que negamos o direito de ser gente e impedimos a sua caminhada evolutiva em todos os seus aspectos.

Muitas comunidades quilombolas existem ainda. Algumas vivendo da mesma maneira dos originais.Contudo, há um impasse sobre cabível indenização tendo como base assegurar a propriedade das terras, por direito e reparo histórico da injustiça por parte do governo federal. Segundo a Fundação dos Palmares existe mais de 1170 comunidades quilombolas. Entretanto, com problemas ainda quanto a titularidade das terras.

O sangue de todos é igual, a cor está em nossos pensamentos. Vamos fazer dos nossos pensamentos cristais, refletindo o bem, o amor, os bons atos. Foi esta, de forma semelhante, a mensagem da banda reggae Ukiemana em MG, São Lourenço. Como o nome já diz, a banda deseja emanar, ou seja, passar pra frente tudo que se acredita e se espera do mundo e das pessoas, fazendo com que estas dêem mais valor a vida e a natureza! E ali estava eu, dançando como negra, como índia que SOU, louvando a Deus, a Natureza, através da dança, da música, da poesia , da alegria, com meus irmãos, todos brancos- brancos de coração, de paz, de pureza, de amor e de fraternidade. Somos todos filhos de Jah!

Nasci, contra recomendações médicas. Era a minha vida ou a da minha mãe. Foi enviada uma mensagem espiritual através de um amigo de minha mãe para que não me abortasse, que eu nasceria. Nasceria sozinha e o médico chegaria quando eu já tivesse saído do ventre de minha mãe. E assim foi. Nasci pela vontade de Deus e pela força dos Orixás. Amparada pelas “ pretas velhas” , parteiras espirituais. Não nego minha origem e gratidão.



Soneto à Nhá Chica

Mulher humilde, tu és mais que humana:
Vives na terra e já estás nos Céus!
O teu poder a dum profeta irmana,
Lendo o futuro, rompes os densos véus.

Se a Virgem rezas, o moribundo sara!
Pedes por muitos e te atende Deus,
Qual é a fonte que ele irmana?
Qual a razão dos privilégios teus?

Ah, Já conheço é a Virtude trina?
Tens a ESPERANÇA do verdadeiro crente,
A FÉ robusta que jamais declina.

Tens a CARIDADE! Essa flor olente
Mora em tu’alma, Virgem, divina!
- Eis o segredo de teu dom ingente.


Conselheiro João Pedreira do Couto Ferraz ( 1873).


Francisca de Paula de Jesus, Nhá Chica, analfabeta, pobre, chamava a Virgem da Conceição de “ a Minha Sinhá”. E após uma visão e um pedido de sua Sinhá, construiu a Igreja N. S. da Conceição em em Baependi, MG.







Escrava Anastácia

Grande mártir negra, que foi uma das inúmeras vítimas do regime de escravidão, no Brasil. Anastácia, por ser muito bonita, foi sacrificada pela paixão bestial de um dos filhos de um feitor, não sem antes haver resistido bravamente o quanto pôde a tais assédios; depois de ferozmente perseguida e torturada a violência sexual aconteceu. Apesar de toda circunstância adversa, Anastácia não deixou de sustentar a sua costumeira altivez e dignidade, sem jamais permitir que lhe tocassem, o que provocou o ódio dos brancos dominadores, que resolvem castigá-la ainda mais colocando’lhe no rosto uma máscara de ferro, que só era retirada na hora de se alimentar, suportando este instrumento de supremo suplício por longos anos de sua dolorosa, mas heróica existência. As mulheres e as filhas dos senhores de escravos eram as que mais incentivavam a manutenção de tal máscara, porque morriam de inveja e de ciúmes da beleza da “Negra Anastácia”. ( Onde seu espírito, combate a inveja, ciúmes e a injustiça). “Anastácia”, já muito doente e debilitada, é levada para o Rio de Janeiro onde vem a falecer, sendo que seus restos mortais foram sepultados na Igreja do Rosário que, destruída por um incêndio, não teve como evitar a destruição também dos poucos documentos que poderiam nos oferecer melhores e maiores informações referente à “Escrava Anastácia” – “A Santa” ( assim, é cultuada dentro da Religião Afro-Brasileira, ligadas à Religião Católica Apostólica Romana),

_____________________

One Love

Composição: Bob Marley


Um só amor!

Um só coração!

Vamos seguir juntos para ficarmos bem.

Ouça as crianças chorando! (um só amor)

Ouça as crianças chorando! (um só coração)

Dizendo:-seja grato e louve ao senhor para sentir-se bem.

Dizendo:-vamos seguir juntos para ficarmos bem.

Deixe-os passar com suas observações sujas (um só amor)

Há uma pergunta que eu realmente gostaria de fazer (um só coração):

-havera um lugar para os pecadores desesperados?

Quem vem pra ferir a humanidade

Pelas suas próprias crenças?

Um só amor!

Um só coração!

Vamos seguir juntos para ficarmos bem.

Como era no inicio (um só amor)

Que assim seja no fim (um só coração)

Seja grato e louve ao senhor para sentir-se bem.

Vamos seguir juntos para ficarmos bem.

Temos que manter a união para enfrentarmos o armagedom sagrado (um só amor)

Assim quando o homem vier, estaremos seguros (um só coração)

Tenha dó daqueles cujas as chances são poucas

Pois não haverá como se esconder do pai da criação...

Um só amor!

Um só coração!

Vamos seguir juntos para ficarmos bem.


______________________


SOU PÁSSARO
QUE ABRE AS ASAS DO AMOR
SOU O AMOR QUE SE ABRIGA
SOB AS ASAS DO CRIADOR
SOU TERRA, AGUA, FOGO E AR
SOU, EU SOU!
VOCÊ IRMÃO, SEJA ONDE ESTIVER
SOB MARQUISES
NAS CALÇADAS
NO ABANDONO
NO LEITO DO HOSPITAL
EU ESTOU!
SOU VOCÊ IRMÃO!


postado por SAMDESNUDA,24 de novembro de 2008 (http://samdesnuda.blogspot.com/)

Views: 9

Comment

You need to be a member of iPeace.us to add comments!

Join iPeace.us

Latest Activity

© 2020   Created by David Califa. Managed by Eyal Raviv.   Powered by

Badges  |  Report an Issue  |  Terms of Service